terça-feira, 14 de outubro de 2008

♥ Cartas de David O. McKay.




Verdadeiramente, não há ideal mais nobre no tocante ao casamento a ser acalentado pelos jovens do que enxergá-lo como uma instituição sagrada.



----Quando David O. McKay pediu Emma Ray Riggs, sua futura esposa, em casamento no início do mês de dezembro de 1900, ela perguntou: "Tem certeza de que sou a pessoa certa?" Ele respondeu que estava convicto que sim. Numa carta que escreveu posteriormente ao Dr. Obadiah H. Riggs, o pai de Emma Ray, David O. McKay descreveu algumas das qualidades que valorizava nela: "Sua natureza doce, sua virtude, sua inteligência, seu altruísmo, em suma, suas qualidades perfeitas conquistaram meu amor. Quando ela me disse que essa afeição era recíproca, minha felicidade foi completa. (...) Pedi a sua filha que se case comigo e agora peço ao senhor, Dr. Riggs, o pai dela, seu consentimento. Ela aceitou. (...) Em troca, não posso oferecer nada além de um amor verdadeiro e um coração e uma mente cujo único desejo é fazê-la feliz."

----As cartas de David O. McKay a Emma Ray durante o noivado refletem o caráter nobre do relacionamento deles e as qualidades que ela inspirava nele. Numa carta datada de 11 de dezembro de 1900, ele escreveu: "A partir do momento em que amei de verdade, passei a compreender melhor por que os cavaleiros andantes do passado precisavam sempre de uma amada por quem lutar. O simples pensamento de agradar-lhe dava coragem a seus braços, força a suas espadas e tornava-os destemidos. Cada um deles tentava desenvolver a melhor força e atividade de que era capaz a fim de ser mais digno da aprovação de sua amada. Os melhores cavaleiros prezavam também a nobreza de caráter, a fim de merecerem a companhia daquela que julgavam possuir a mais fiel e pura das almas".

----Em outra carta escrita a Emma Ray, em 22 de dezembro de 1900, David O. McKay falou da união que eles tinham em mente: "Você disse que nossa união seria eterna. Somente a eternidade é capaz de satisfazer o amor pelo qual anseio e o que tenho a oferecer. (...) Sinto-me solitário sem você, Ray, e anseio pelo momento em que você estará sempre a meu lado". Devido a um viver digno e um namoro honrado e responsável, o irmão e a irmã McKay puderam cumprir sua meta. No decorrer de seu ministério, o Presidente McKay sempre ensinava sobre a preparação para o casamento e a família eternos.

-

-- 2 de Janeiro de 1901 - Casam-se no Templo de Salt Lake.

(Ensinamentos dos Presidentes da Igreja - David O. McKay - Capítulo 14- "Preparar-se para um Casamento e uma Família Eternos", Páginas: 146-155.)

4 comentários:

Camila disse...

Ahh que lindo >.<
Eu jah tinha lido essa parte, como é bonito o amor dele por ela, a maneira que ele demontra isso!!
Tudo perfeito, eterno ♥

♥ Hellen ♥ disse...

Perfeito mesmo!

^^

Eu lembro que, quando li pela primeira vez tu estavas comigo, isso num intervalo de conferência geral... estávamos tu, a Juliana, Apeles, Bryan e eu lá, comendo sanduíche, tomando Sprite e lendo isso pra eles, lembra? Que beleza!

♥ ♥ ♥

Wagner disse...

[Wagner] A Hellen bebendo Sprite?????
[Platéia] OOOOOOOOOOOOOOOHHHHHH!!!! (seguindo-se de silêncio absoluto)

;)

♥ Hellen ♥ disse...

Digo, ELES tomando Sprite... =P
Eu comendo, apenas.

=P =P
Essa foi por pouco!

HAUhauahuahau