segunda-feira, 18 de outubro de 2010

♥ A Tábua e os Pregos


A Tábua e os Pregos

Havia um rapazinho de temperamento áspero, que se irritava e magoava as pessoas com palavras de má criação.

Seu pai, desgostoso, quis mostrar ao filho as consequências desse temperamento irritável. Deu-lhe um saco de pregos e uma tábua lisa e ordenou-lhe que sempre que tivesse uma atitude de impaciência, pregasse um prego naquela tábua.

O rapazinho começou então a executar o que o pai lhe aconselhara. Pregou um prego, dois pregos, três pregos, até que chegou a pregar 30 pregos num dia.
Verificou que a sua irritação era grande. Começou a controlar-se, a dominar o seu mau gênio, e a pregar menos pregos até ao dia em que não pregou prego algum, porque não foi grosseiro com ninguém.
Falou com o pai, mostrando-lhe a sua satisfação por ter conseguido corrigir aquele defeito. O pai mandou-o arrancar todos os pregos e trazer-lhe em seguida a tábua. E disse: Filho, vê como a tábua está marcada pelos pregos. Nunca mais será uma tábua como era antes.
Quando feres as pessoas com tuas palavras agressivas, machucas as pessoas, como os pregos na tábua. Podes pedir mil vezes desculpa e perdão, mas as cicatrizes ficam. Há palavras que ferem mais profundamente que algumas agressões físicas...

-

Não Deixeis Palavras Duras
(Hinos - 138)

Não deixeis palavras duras
Vossos lábios pronunciar,
Porque Deus, lá nas alturas,
Pode por certo as escutar!

O amor é sempre puro,
A amizade é sempre um bem,
Mas lembrai que um gesto duro
Pode matar o amor também.

Frases ásperas ou frias,
Gestos cheios de rancor,
Matam nossas alegrias,
Nossa amizade e amor.

"Ao vosso irmão amai"
Ordena o Salvador,
Crianças escutai ao bom Senhor!
"Ao vosso irmão amai"
Ordena o Salvador,
Crianças ao Senhor ouvi!
Letra e Música: R. H. Palmer, 1834-1907


"A RESPOSTA branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira."
(Provérbios 15:1)

Nenhum comentário: